segunda-feira, 21 de abril de 2014

Planos pós-pagos estão sendo cada vez mais procurados

O que você achou? 
Apesar de promoções tentadoras no pré-pago, o número de contratos pós-pagos apresenta crescimento constante nos últimos trimestres.

Desde o fim da década de 90, o foco no celular pré-pago foi se consolidando como principal objetivo das operadoras no Brasil. Fatores como maior adequação ao comportamento e ao bolso de grande parte dos usuários no país justificam essa abordagem, além da aposta em um caminho mais curto das teles para ganhar escala no mercado. 

Porém, o cenário vem mudando e os celulares de conta, chamados pós-pagos estão cada vez mais chamando a atenção dos consumidores em razão das vantagens que as operadoras estão oferecendo.

Dentro desse contexto, segundo dados da Anatel, os primeiros reflexos dessa mudança de interesse pelo consumidor já começaram a ocorrer há cerca de três anos, quando os celulares pós-pagos voltaram a ganhar participação no mercado brasileiro, possibilitando que as vendas de celulares de conta (na base total de assinantes no país) saltassem de 17,4%, em 2010 para 20,6% em junho de 2013. 

Outro dado da Anatel reforça essa guinada. Segundo a agência de junho de 2012 a junho de 2013, o número de linhas pós-pagas aumentou 16,5%, enquanto o segmento pré-pago cresceu apenas 0,9%.

De acordo com a gerente de uma loja de celulares da operadora Oi, em Volta Redonda as vendas de planos pós-pagos tem crescido nos últimos anos e hoje corresponde a 60% das vendas de planos de internet móvel na loja, enquanto que os planos pré-pagos correspondem a 40% das vendas.

"Observo que nestes últimos anos as vendas de pacotes de internet para celular tem crescido muito. Como consequência, as vendas de aparelhos com acesso à internet tipo Smartphone também aumentaram nestes últimos anos. Hoje, 65% dos aparelhos vendidos em minha loja são do tipo Smartphone", afirma.

A gerente lembra que o pós-pago é indicado para clientes que usam mais a internet para trabalhar. No caso do Oi Pós-Pago, o valor mensal da internet móvel varia de R$ 14 a R$ 59, mais o valor do plano vai de R$ 35 a R$ 249.

No pós-pago, a vantagem, conforme afirma a gerente, é que apesar do plano também possuir uma franquia (como no pré-pago) que varia de 100MB a 5GB, o cliente que optar pelo pós-pago pode contratar uma franquia maior, com mais tempo para acessar a internet e com uma velocidade contratada.

No pré-pago, a gerente explica que a vantagem é que o cliente pode escolher entre o pacote diário, semanal ou mensal, que é o mais procurado. Por outro lado no pré-pago o cliente tem uma franquia de 100 MB que quando ela é atingida, a velocidade é reduzida. O chip pré-pago custa R$ 10 e o cliente opta por recargas que variam de R$ 1 até R$ 100.

O vendedor Rodrigo André Gonçalves, que trabalha em uma franquia da Claro, também confirma o aumento de vendas em cerca de 80% em planos pós-pago móvel, tipo mini-modem, nestes últimos três anos. Já as vendas de pré-pagos despencaram e hoje corresponde a 5% das vendas na loja. No caso do pós-pago com roteador as vendas correspondem a 15% na loja. 

Rodrigo lembra que no plano pós-pago móvel da Claro, as opções são bem variadas. O cliente pode optar por 1GB por R$ 49,90; 2GB por R$ 63,90; 3GB por R$ 71,90; 5GB por R$ 95,90 ou 10GB por R$ 129,90, sendo que a partir de 2GB o modem é grátis e há habilitação para 4G. 

Com relação às vantagens o vendedor da Claro afirma: está na velocidade, que vai até 2Mbps para o 3G e até 20Mbps nos aparelhos 4G. Entre outras vantagens estão os benefícios anuais, descontos nos planos e aparelhos (modem e tablet).No caso do pré-pago, o valor da internet é de R$ 1,99 ao dia e a sua velocidade é em média 300Kbps até 500Kbps. Já o preço do modem avulso sai por R$ 199. Com relação às vendas de aparelhos, o vendedor lembra que 95% delas correspondem a aparelhos Smartphone e 5% a aparelhos mais simples.

Em outra loja de aparelhos celulares, cuja franquia é da operadora Vivo, uma vendedora confirmou o aumento na tendência dos clientes por optarem por planos pós-pago, que atualmente corresponde a 90% das vendas de planos de internet móvel. 

"No caso da Vivo, o plano pós-pago tem sido mais procurado porque os clientes têm percebido as vantagens do plano como uma internet ilimitada, pagamento mensal sem precisar colocar recarga e o pacote de dados é maior. Por isso creio que o custo benefício é maior, pois enquanto no pré-pago, com uma recarga diária de R$ 2,99 o cliente gasta 200 MB ao valor de R$ 89 por mês, no pós-pago ele terá 3GB ao custo de R$ 69,90 por mês. Outra vantagem é que no pós-pago o modem é gratuito a partir de 6GB, já no pré-pago o modem sai por R$ 199 com a opção de colocar a recarga que quiser", sugere.

Para os clientes que desejam planos de internet móvel para smartphone, a vendedora explica que a Vivo dispõe do plano 3GPlus a partir de R$ 103.

"Para o caso da internet de 1GB, o valor varia de R$ 103 até R$ 136; para 2GB o valor fica entre R$ 137 até R$ 170, já no 3GB, o valor do plano fica entre R$ 202 até R$ 550" diz, confirmando que há tendência de aumento nas vendas de aparelhos com acesso à internet, que atualmente corresponde a 85% das vendas de aparelhos na loja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário