terça-feira, 8 de abril de 2014

Europa pretende eliminar tarifas de roaming

O que você achou? 
Apesar do avanço da internet possibilitar uma comunicação global a baixo custo, muitas operadoras se negam a fazer acordos de roaming com outras empresas.

Em um de seus contos Arthur Clarke mostrou ser um imenso otimista, e nem falo de ter previsto que a PAN-AM ainda existiria em 2001, mas por ter colocado a data de 31/1/2000 como o dia em que as tarifas de ligação internacional seriam eliminadas no mundo todo.

Clarke previu que a economia mundial iria se beneficiar enormemente dessa medida. Ele estaria certo, "se não fosse a internet, a ganância e a falta de visão das operadoras". Hoje em dia uma quantidade significativa de negócios são feitos via Skype. Famílias se falam por Facebook, a cada ano a quantidade de ligações telefônicas diminui. As operadoras se recusam a reconhecer isso, e por orgulho não admitem que são operadoras de dados, que telefonia pra muita gente é acessório.

Agora uma legislação européia está prestes a ser aprovada. Proposta pela holandesa Neelie Kroes ao Parlamento Europeu, a idéia é que até o final de 2015 as tarifas de deslocamento nos celulares sejam eliminadas entre os países membros. Claro, não é a unificação de tarifas mundial que a gente imaginava, mas é um belo começo.

Resta saber se as operadoras vão topar. Elas ganham uma grana considerável com interconexão e DDI. Sofrem da mesma inércia corporativa que matou as gravadoras (convenhamos, é questão de tempo): não entendem que precisam mudar seu modelo de negócios. Elas vendem conectividade, não voz.

Com informações e comentários pessoais de MeioBit.

Nenhum comentário:

Postar um comentário