sábado, 19 de abril de 2014

Estatal Sercomtel teve prejuízo de R$ 60 milhões em 2013

O que você achou? 
Apesar do número, o presidente da operadora Christian Schneider afirma que conseguiu reduzir gastos.

O balanço financeiro do ano de 2013 da operadora estatal londrinense Sercomtel, divulgado nesta quinta-feira (17), apresentou um prejuízo de R$ 60,4 milhões para os cofres da empresa, que atua principalmente com serviços de telefonia e internet, mas também opera TV por assinatura. Apesar do resultado negativo, segundo a direção da companhia, as perdas são menores que as registradas em anos anteriores.

Durante todo o ano, o faturamento da empresa somou R$ 192,9 milhões. Conforme o balanço, a receita bruta cresceu 6% em 2013, na comparação com o ano anterior. Um dos fatores para incrementar a entrada de caixa foi o aumento de usuários. Cerca de 20 mil novos clientes foram captados pela empresa ao longo do ano.

A empresa também expandiu as operações, para as cidades de Santo Antônio da Platina, Cascavel, Pato Branco e outras 15 cidades nas proximidades de Maringá e Ponta Grossa. Outra medida para tentar reduzir as perdas no ano foi o fim da parceria com as empresas Adatel São José e Adatel Osasco. Juntas, as duas empresas registraram perda de R$ 6,1 milhões. Após o fim dos repasses da Sercomtel, ambas decretaram falência e devem ir a leilão ainda neste ano.

As ações de prospectar novos clientes e encerrar negócios que geravam prejuízos tiveram como base uma política da própria direção da Sercomtel para resgatar a capacidade da empresa de gerar fluxo de caixa para os anos seguintes. Em 2013, a companhia também iniciou um programa de demissão voluntária (PDV), para reduzir a folha de pagamento, que no início do ano passado representava 34,24% da receita operacional. Com o início do programa, o gasto com os salários ocupou no fim do ano apenas 19,97% dos recursos da empresa.

Apesar dessa vantagem, o PDV impactou o fluxo de caixa da empresa, já que o custo com as demissões alcançou R$ 44,1 milhões. Outro fator que gerou prejuízo para a companhia foi a depreciação do valor de mercado dos equipamentos usados pela estatal, que somaram R$ 29,5 milhões. A Sercomtel diz que isso não gera um prejuízo imediato no caixa, mas acaba impactando o balanço anual.

Descontados esses eventos, a empresa afirma que o prejuízo operacional de 2013 foi de R$ 16,3 milhões. Se também fosse retirado da conta o valor da depreciação dos equipamentos, a companhia poderia ter conseguido um resultado positivo de R$ 13 milhões no ano que passou.

Para 2014, as perspectivas apontadas pela estatal são positivas. De acordo com a Sercomtel, o primeiro trimestre teve resultado positivo de R$ 1,1 milhão. Entre as novidades estão a ampliação da companhia em mais cidades do Paraná. Também está prevista a agregação de serviços na TV por assinatura oferecida pela Sercomtel, o que deve atrair mais clientes durante o ano.

Com informações de G1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário