quinta-feira, 10 de abril de 2014

Cliente chamado de "imbecil" pela Oi vai parar na Globo News

O que você achou? 
Sâo vários os casos em que clientes e operadores de telemarketing se desentendem e acabam provocando consequências nada educadas.


Você deve se lembrar de quando publicamos aqui no site a informação de que um cliente da Oi ligou para o suporte da operadora com a finalidade de saber o motivo de não estar conseguindo efetuar ligações de sua linha. (Se não lembra, clique aqui). O usuário disse que entrou em contato com a Oi pois quando ligava para um número era informado que aquele número digitado não existia. Só que depois ele notou que o problema não estava na rede da operadora, mas ele mesmo é que estava digitando o número errado. Após ser questionado pela atendente se estava falando do próprio aparelho o analista judiciário Valdemir Gomes encerrou a chamada. Após ter encerrado a ligação recebeu logo em seguida um SMS da atendente com o xingamento que você pode ver na matéria em questão.

O caso agora ganha novamente uma grande repercussão e desta vez foi parar em um telejornal exibido na manhã desta quarta-feira (09) no canal dedicado a jornalismo das Organizações Globo, a Globo News. Assista a reportagem.

Casos semelhantes

Na reportagem, além de citado o caso do analista de 53 anos com a Oi, também é lembrada a situação de uma cliente da TIM que foi chamada de "A cliente mais enjoada que já existiu" num cupom fiscal, também publicada pela Minha Operadora na época.

Casos como esse estão se tornando cada vez mais frequentes nas mais diversas operadoras. Além da "Cliente mais enjoada" citada acima. A Claro também chamou um cliente de "Otário Chorão" numa fatura da Claro TV. O caso aconteceu em novembro de 2013 e também ganhou espaço por aqui.

Já a NET trocou o nome de uma cliente chamada Kátia Nogueira para "Vadia Nogueira" numa fatura de TV por assinatura após a mesma ter tido uma discussão acalorada com uma atendente da empresa. (Leia sobre esse caso aqui).

Esperamos que você também não tenha passado por situações tão constrangedoras como essas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário