sexta-feira, 7 de março de 2014

TIM é condenada a pagar R$ 8 milhões por problemas de sinal em Minas

O que você achou? 
Operadora tem 10 dias para apresentar defesa no órgão de proteção ao consumidor

A operadora TIM foi multada em R$ 8,7 milhões pelo Procon do Ministério Público de Minas Gerais por falhas constantes nos serviços contratados pelos assinantes. A decisão foi divulgada nesta quinta-feira (06). A empresa tem 10 dias para recorrer e, caso tenha a defesa rejeitada, precisa pagar a multa para não ter a dívida inscrita na dívida ativa do Estado.

Segundo o promotor de Justiça Marcos Tofani Baer Bahia, a TIM tem descumprido repetidamente a Resolução n.º 477/2007 da Anatel, que determina o fornecimento do sinal para todos os consumidores.

"A conduta da TIM tem gerado diversos danos aos consumidores. A ausência de sinal, interrupção das chamadas telefônicas, impossibilidade de efetuar e receber chamadas e outros problemas geram nos consumidores uma sensação de indignação e de impotência" disse o promotor.

O valor da multa, para o promotor, é compatível com a gravidade da infração e a condição econômica da empresa. "De um lado, sabemos que poucos se prestarão a reclamar, de outro assistimos a um enriquecimento sem causa de um infrator que ostenta expressivo poder econômico."

O MP explica que tentou fazer um acordo extrajudicial com a empresa, mas as conversas não avançaram.

Procurada na tarde desta quinta-feira (06), a companhia afirmou que "ainda não foi notificada quanto à decisão administrativa do Procon-MG, órgão que integra o Ministério Público de Minas Gerais, e que irá se manifestar no prazo legal, assim que receber a notificação".

Com informações de R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário