segunda-feira, 10 de março de 2014

Internet móvel pré-paga está mais cara na TIM, Claro e Vivo

O que você achou? 
TIM, Claro e Vivo, na ordem, anunciaram que o preço dos seus planos de internet vão custar um pouco mais.


O valor da internet móvel pré-paga no Brasil está subindo. A internet da TIM já não está mais custando R$ 0,50 por dia. A Claro ao ver sua principal concorrente em internet pré-paga diária tomar a decisão de aumentar o valor, também fez o mesmo com sua internet pré-paga. Agora, tanto o acesso a internet da TIM quanto o da Claro são tarifados em R$ 0,60 por dia que usar. Como a maioria dos usuários de internet móvel utiliza a internet diariamente, o aumento na prática foi de R$ 3,00. O gasto total por mês que antes era de R$ 15 agora passou a ser de R$ 18.

Agora, a Vivo anunciou que o seu pacote de internet pré-paga também sofrerá reajuste. O pacote Vivo Internet Brasil Mensal, que custava R$ 9,90 e oferece 200 MB de franquia para usar durante o mês, teve um aumento de R$ 2,00 e a contratação agora passa a custar R$ 11,90, o equivalente a R$ 0,39 por dia (antes a média diária era de R$ 0,33).

Das grandes operadoras, somente a Oi ainda não anunciou o aumento do preço de seus serviços de dados.

Esse aumento coletivo do preço da internet móvel já era esperado e nos leva a uma discussão sobre o tema. Com a popularização dos aplicativos de comunicação instantânea nos smartphones, é comum as pessoas cada vez mais realizarem ligações utilizando a rede de dados sem contribuir nem um centavo com a receita de voz das empresas de telecomunicações. Os serviços de voz das operadoras de telefonia está assim sendo prejudicado pelo crescimento do acesso da população a internet.

O Minha Operadora noticiou aqui que o Viber, principal concorrente do WhatsApp, anunciou que todos os usuários do aplicativo nas plataformas Android ou iOS poderão ligar para telefones fixos de todo o país gratuitamente e sem limite de tempo, o que sem dúvidas irritou muito e colocou em cheque a ideia das operadoras de popularizar o acesso à internet móvel. O fato é que na visão das companhias de telefonia, o acesso a internet estava muito barato e prejudicando a rede da empresa, ao passo que cada vez mais pessoas estavam lotando (o que já era lotado) para ir além de navegar na internet.

Chegamos a perguntar na enquete da semana passada justamente sobre isso: "Qual deve ser a atitude das operadoras para conter o avanço dos aplicativos de mensagem instantânea como Viber e WhatsApp?". A questão é que talvez a pergunta não tenha sido muito clara. Alguns talvez devem ter entendido que o questionamento era o que as operadoras naturalmente iriam fazer para frear a popularização desses aplicativos em benefício próprio, e outros talvez tenham entendido que a resposta seria a sua opinião sobre o que seria melhor para o consumidor. O resultado é que 88% dos que votaram na enquete disseram que o melhor a fazer seria diminuir o preço das ligações e torpedos. Confira o resultado completo abaixo:

Resultado da enquete realizada entre os dias 02 a 08/03 no site Minha Operadora.

Obviamente, não foi isso o que aconteceu. Como estamos noticiando agora, a maioria das operadoras preferiram a primeira opção e aumentaram o preço da internet móvel. Talvez assim esse aumento possa compensar a perda de faturamento nas ligações locais e, principalmente, nas chamadas de longa distância.

Um comentário:

  1. Bem, eu votei na primeira alternativa da enquete por entender que ela perguntava qual a atitude natural das operadoras e não o que eu gostaria que elas fizessem.

    A Oi ainda não anunciou aumento porque o serviço de dados dela praticamente não funciona, hehe. Como aumentar o preço de uma coisa que não existe?

    ResponderExcluir