terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

TIM quer abrir diálogo com GVT para parceria no Brasil

O que você achou? 

O CEO da Telecom Italia, Marco Patuano, teria viajado à Paris para se reunir com o CEO do grupo de entretenimento e telecomunicações Vivendi, conforme informação de um jornal italiano, na sexta-feira (31). O motivo da reunião seria a abertura de diálogo sobre uma parceria/fusão entre a operadora móvel da TI no Brasil, TIM, e a operadora de banda larga fixa no Brasil, GVT, do grupo francês. 

O avanço de negociações neste sentido é vista com descrença por analistas do mercado. Primeiro porque há muita especulação em torno do futuro da TIM Brasil e, depois, porque tanto a Vivendi como a Telecom Itália não dispõe de caixa livre para avançarem para um processo de aquisição/fusão.

A maior barreira para um avanço no sentido da parceria, apontam analistas, estaria na participação da Telefónica (por meio da holding Telco) na Telecom Itália. Enquanto a presença da espanhola no capital da operadora italiana não estiver resolvida, parece improvável qualquer movimentação que fortaleça a TIM, concorrente direta da Vivo (operadora móvel da Telefônica no Brasil), apontam analistas de mercado. 

Do ponto de vista do negócio, uma parceria entre TIM e GVT poderia fazer sentido, uma vez que os negócios fixo e móvel seriam complementares. Ainda, a rede de fibra da TIM, por meio da qual oferece serviço de acesso à internet, está localizada em São Paulo, onde a GVT entrou recentemente, mas ainda não tem força. 

No ano passado, a Vivendi tentou vender a GVT, um dos poucos negócios de telecomunicações que ainda mantém em seu portfólio, cada vez mais voltado ao negócio de entretenimento. No entanto, nenhuma empresa ou grupo de investidores alcançou a expectativa de valores do grupo francês pelo ativo brasileiro.

Via Telesíntese

Nenhum comentário:

Postar um comentário