quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Oi apresenta lucro de R$ 1,5 bilhão. Acompanhe detalhes do resultado

O que você achou? 
A Oi registrou um aumento de quase três vezes no lucro líquido do quarto trimestre sobre um ano antes, em meio ao ganho com a venda da GlobeNet. O lucro líquido da empresa somou R$ 1,183 bilhão entre outubro e dezembro do ano passado, ante R$ 407 milhões um ano antes. Mas, devido aos prejuízos de períodos anteriores, motivados pela reestruturação da companhia, sob a gestão da Portugal Telecom, o lucro anual da empresa foi de R$ 1,5 bilhão, queda de 16,4% em relação a 2012. A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) totalizou R$ 3,496 bilhões, alta de 39% na mesma base de comparação, influenciada pela venda da empresas de cabos submarinos GlobeNet. A margem Ebitda passou de 30,1 para 48,5%.

"A venda da GlobeNet resultou em ganhos de R$ 1,497 bilhão. Adicionalmente, a Oi registrou um ganho associado à reversão de contingências trabalhistas no montante de R$ 115 milhões, dos quais R$ 74 milhões foram relacionados a anos anteriores", informou a empresa em comunicado. Excluindo o efeito da venda da GlobeNet, o Ebitda da Oi ficou em R$ 1,999 bilhão, queda de 9% sobre um ano antes, impactado por queda de 2,4% na receita líquida no período, para R$ 7,209 bilhões.

As receitas com serviços fixos somaram 2,606 bilhões, alta de 0,7%. Mas, no ponto central da estratégia da Oi, após a fusão com a Portugal Telecom, em mobilidade pessoal, a receita líquida caiu 3% contra o quarto trimestre de 2012, a R$ 2,389 bilhões. A base pré-paga de clientes da telefonia celular subiu 3% contra um ano antes e 0,8% sobre o terceiro trimestre, o que mostra resultados da política de atrair os jovens e usuários pré-pagos para a base, anunciada pelo presidente da tele, Zeinal Bava, para enfrentar a rival TIM. Já a base de clientes nos serviços móveis pós-pagos, mais rentáveis, teve alta de 3,6% ante o mesmo período de 2012, e de 0,7% sobre o trimestre anterior.

A receita líquida média por cliente (ARPU, do inglês) atingiu R$ 73,90 no segmento residencial no período, alta de 6,8% na comparação anual. No segmento de mobilidade, o ARPU totalizou R$ 19,90, queda de 7,4% sobre igual trimestre de 2012. A dívida líquida teve alta anual de 21,3%, para R$ 30,416 bilhões ao final do quarto trimestre. Enquanto isso, o caixa caiu 49,6%, a R$ 3,931 bilhões.

Os investimentos, no ano somaram R$ 6,250 bilhões, dos quais mais de 70% foram direcionados para as redes de telecomunicações. Este montante foi um pouco inferior ao que a empresa investiu em 2012, cujos valores chegaram a R$ 6,564 bilhões. Em período de silêncio (a Oi aguarda a aprovação final da fusão com a Portugal Telecom) prevista para o segundo trimestre e sem obstáculos de acionistas minoritários ou regulatórios. No começo desse ano, um grupo de 12 bancos brasileiros e internacionais comprometeu-se a participar da operação de injeção de 6 a R$ 8 bilhões na operadora, abrindo caminho para a conclusão da operação.

Oi deve fazer nova venda de torres este ano


O grupo Oi continuará vendendo ativos para melhorar sua posição financeira e estima fazer uma nova venda de torres de telefonia celular este ano, afirmou Zeinal Bava.

O presidente da empresa, porém, evitou dar detalhes sobre o aguardado processo de capitalização da companhia durante teleconferência com analistas do setor. Bava apenas reafirmou que espera que a operação seja concluída ao final do segundo trimestre.

A injeção de recursos é parte do plano da Oi para se fundir com a Portugal Telecom em uma operação para reduzir a dívida de mais de R$ 30 bilhões da companhia.

"O mercado está mais preocupado com a reestruturação da companhia e sua dívida, que não para de subir, do que propriamente com o resultado operacional, que veio um pouco abaixo do esperado", afirmou a XP Investimentos em nota.

"A preocupação permanece com relação ao endividamento da companhia, que atingiu nível de dívida líquida sobre lucro antes de juros impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 4 vezes", acrescentou a corretora.

Apesar da Oi ter divulgado mais cedo lucro líquido de quarto trimestre quase três vezes maior sobre um ano antes, o valor foi catapultado por ganho não recorrente de R$ 1,5 bilhão gerados com a venda da empresa de cabos submarinos Globenet no ano passado.

Reação do mercado

As ações preferenciais da Oi exibiam leve alta no início dos negócios desta quarta-feira de 0,5%, cotadas a R$ 4,02. O Ebitda da companhia no quarto trimestre disparou 39%, mas excluindo o efeito da Globenet houve queda de 9% sobre um ano antes, com receita recuando 2,4%.

Zeinal, no comando da Oi desde meados do ano passado, afirmou durante a teleconferência que os resultados do esforço de redução de custos e melhora de eficiência da empresa deverão ser sentidos no médio a longo prazos e que a empresa segue focada em redução de sua dívida.

Parte desta atenção foi a adesão ao programa de refinanciamento fiscal do governo (Refis), que gerou ganhos para o resultado financeiro da companhia que foram minimizados por maiores dívida média e taxa de juros, depois que o governo começou a elevar a Selic para conter a inflação no país.

O executivo reiterou que a Oi tem liquidez de R$ 11,12 bilhões dos quais cerca de R$ 7,2 bilhões em linhas de crédito imediato que incluem R$ 2,5 bilhões do BNDES.



"A análise de nosso desempenho não pode ser feita trimestre a trimestre, é preciso focar nas tendências estruturantes", disse Zeinal. Ele afirmou que a companhia deve implantar até junho, na maior parte das regiões onde está presente, sistema de gerenciamento de força de trabalho chamado Clic, com o qual espera reduzir custos de equipes de manutenção e melhorar a eficiência.

Zeinal também afirmou que a Oi prepara para abril o relançamento de sua oferta de TV paga, que será apoiada em novo satélite da companhia. Sobre o mercado de telefonia móvel brasileiro, o executivo afirmou que as operadoras estão "racionalizando algumas de suas ofertas, corrigindo alguns preços" e que a Oi não está subsidiando aparelhos para clientes.

Com informações de Convergência Digital, Terra e assessoria de imprensa da Oi

Nenhum comentário:

Postar um comentário