quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Dezembro também foi um mês ruim para as operadoras de celular

O que você achou? 
A ativação de novas linhas celulares em dezembro de 2013 ficou abaixo do volume registrado no mês anterior. Foram praticamente 14 mil linhas a menos. Ainda assim, com as 580,92 mil linhas ativadas em dezembro, o Brasil encerrou 2013 com 271,10 milhões de linhas ativas. Deste total, os acessos pré-pagos totalizam 211,58 milhões (78,05% do total) e os pós-pagos 59,52 milhões (21,95%). O crescimento anual foi de 3,55%, segundo dados da Anatel. As expressivas limpezas de base realizadas pelas operadoras ao longo do ano pesaram para o registro de uma taxa tão baixa.

A banda larga móvel totalizou 103,11 milhões de acessos em 2013, dos quais 1,31 milhões 4G, também confirmando a expectativa dos analistas de mercado, ficando bem abaixo dos números previstos pelo governo. Quando o 4G foi lançado, em meados de 2013, a previsão da Anatel era a de que que até o fim do ano a quarta geração ultrapassasse a marca de 4 milhões de clientes. Na época, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, chegou a fazer uma aposta com o presidente da Anatel, João Rezende, de que o número seria ainda maior. Os terminais de dados M2M já somam 8.2 milhões.

A Vivo mantém a liderança, com 77.2 milhões de linhas ativas e participação de 28,49%. Em segundo lugar permanece a TIM, com 73.4 milhões de linhas e 27,09% de share. A Claro encerrou 2013 com 68.7 milhões de linhas (25,34%) e a Oi com 50.2 milhões (18,52%).

No balanço final do ano, a Vivo e a Oi perderam participação de mercado. Tinham 29,08% e 18,81% de share no fim de 2012, respectivamente. Já TIM e Claro viram suas fatias aumentarem um pouco. A TIM havia encerrado 2012 com participação de 26,87% e a Claro, 24,92%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário