sábado, 28 de dezembro de 2013

Canal Esporte Interativo detona SKY e NET em comunicado

O que você achou? 
Há algum tempo as operadora Net e Sky recebem diversas críticas tanto dos clientes, quanto de algumas emissoras de TV devido a burocracia para adição de novos canais, como foi o caso do canal Fox Sports. A dificuldade para entrar nas operadoras foi tão grande, que o canal do gigante grupo americano Fox precisou apelar para os clientes para conseguir posteriormente a entrada.

Outra programadora que penou para conseguir entrar no line-up das companhias foi o Esporte Interativo. No inicio do ano chegou a haver protestos por parte de um público específico num caso que ficou conhecido como a campanha "Nordestão na Sky".

Mas não são apenas canais de esportes que sentem a brutalidade da Net e Sky na recepção de novatos em suas grades. Afinal, quem não se lembra também da 'novela' Sky e MTV? Mas neste sábado (28) um canal decidiu se manifestar diante da grande impressa sobre o que acha dessa birra das empresas de TV. Confira a íntegra do comunicado do Esporte Interativo:

“O Brasil inteiro se emocionou com a conquista do título mundial de handebol feminino. Nossas guerreiras fizeram história e o Esporte Interativo transmitiu tudo do seu jeito: com a paixão e a emoção que contagiam os amantes de esportes. Mais de 10 milhões de pessoas assistiram, se emocionaram e celebraram a conquista nas redes sociais. Porém, no último domingo, antes, durante e depois do jogo, houve uma comoção nas redes sociais e uma pergunta foi feita repetidamente: 

'Por que os milhões de assinantes da NET e da SKY são privados de assistir a esse e outros grandes eventos no Esporte Interativo?'

A resposta é simples de explicar, mas difícil de aceitar. No Brasil não basta ter um canal de esportes que interesse ao apaixonado por esportes. Não basta exibir conteúdos de apelo inquestionável (Mundiais de handebol, judô e taekwondo, Copa do Nordeste, Liga dos Campeões da Europa, Europa League, Eliminatórias de Copa do Mundo, Supercopa da Espanha, Copa do Rei, jogos de Barcelona, Real Madrid, Milan, Chelsea, NFL, MMA, entre tantos outros). Não basta ter milhares de amantes de esportes, assinantes da NET e da SKY, pedindo todos os dias para que elas ofereçam o Esporte Interativo entre seus canais.

No mundo da competição aberta do Facebook, o Esporte Interativo é o canal de esportes mais curtido do Brasil, com 7,8 milhões de seguidores. Ali, a competição é livre e o resultado do jogo é decidido pelo consumidor.

Mas no mundo da competição protegida da TV Paga, as duas maiores operadoras do Brasil são vítimas do abuso de poder de um canal rival, que pode vetar a distribuição de canais brasileiros por estas operadoras. Nesse contexto, a lógica se inverte. Quanto mais potencial, quanto mais atratividade tiver um canal, maior a barreira à entrada, maior a tentativa de evitar uma competição livre. 

Aconteça o que acontecer, o Esporte Interativo, assim como as nossas guerreiras do handebol que acompanhamos por 3 anos, não desistirá. Porque o nosso time tem o que mais importa: o apoio de dezenas de milhões de brasileiros apaixonados por esportes. Ao contrário, vamos avançar! Em 5 de janeiro lançaremos o Esporte Interativo Nordeste, o primeiro canal regional de TV Paga do Brasil, que já causa furor nas redes sociais e que terá todos os jogos da Copa do Nordeste e de 7 Campeonatos Estaduais pelos próximos 10 anos.

Além de continuarmos construindo nosso sonho, esperamos oferecer uma contribuição para que a indústria de TV Paga tenha um funcionamento mais saudável no Brasil e para que as regras de livre concorrência funcionem perfeitamente. Só assim, poderemos ter o resultado decidido por quem de direito: o telespectador.”

2 comentários: