sábado, 30 de novembro de 2013

Chamadas de emergência agora podem ser feitas digitando 911 ou 112

O que você achou? 
Depois de quase quatro meses de estudos e consultas públicas, a Anatel aprovou a utilização dos números 911 e 112 para chamadas de emergência no Brasil, em complemento ao telefone 190.

Os novos códigos correspondem, respectivamente, aos números dos serviços de emergência (polícia, bombeiros e socorro médico) dos Estados Unidos e de países da Europa, razão pela qual são bastante conhecidos por turistas estrangeiros.

A aprovação da proposta visa justamente facilitar o atendimento deste público, especialmente durante a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016. Por esta razão, as doze cidades-sede da Copa terão 150 dias para ativar os números após a publicação da decisão no Diário Oficial da União, que deve acontecer já na próxima semana. Nos demais municípios, este prazo é de 180 dias.

A Anatel também determinou que as operadoras de telefonia celular disponibilizem soluções para que os serviços de emergência possam obter rapidamente a localização geográfica das chamadas efetuadas para estes números.

Um dos motivos para esta medida é, certamente, as dificuldades que os estrangeiros podem ter para informar seu endereço, seja por não conhecer o local, seja por falar pouco ou nada de português. Mas, em relação a este aspecto, não ficou claro se os serviços de emergência terão atendimento em inglês ou em outros idiomas.

É bastante provável que sim. Os atendentes da Polícia Militar do Estado de São Paulo, por exemplo, são instruídos a falar uma frase como “a moment, please” (um momento, por favor) quando percebem que a chamada é feita por uma pessoa que não fala português e repassam a ligação para um policial fluente no idioma identificado ou, ao menos, em inglês.

Aliás, São Paulo está entre as regiões que não terão dificuldades para se adaptar às determinações da Anatel. De acordo com o governo paulista, chamadas dentro do estado para os números 911 e 112 são redirecionadas para o telefone 190 desde fevereiro de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário