sábado, 14 de setembro de 2013

TV Paga perde R$ 1,8 bilhão por ano com pirataria

O que você achou? 
O prejuízo do setor de TV por assinatura com a pirataria ultrapassa R$ 1,8 bilhão ao ano, de acordo com estimativas de entidades que representam as empresas. O Seta (Sindicato Nacional das Empresas Operadoras de Televisão por Assinatura e de Serviço de Acesso Condicionado) e a ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura) calculam que entre 1,750 milhão e dois milhões de famílias façam uso de decodificadores ilegais, para acessar os canais pagos de televisão.

A estimativa considera as perdas do setor com os usuários que instalam decodificadores ilegais, conhecidos popularmente como "gatonets". Não entram no cálculo, porém, as famílias que puxam cabos da TV por assinatura irregularmente de seus vizinhos, por exemplo, ou baixam transmissão de conteúdos ao vivo pela Internet, como partidas de futebol.

Os "gatonets", vendidos no mercado informal ou mesmo na internet, captam o sinal dos satélites e da rede digital e fazem o compartilhamento da programação. Para minimizar as perdas, as empresas de TV por assinatura têm investido em tecnologia para bloquear o compartilhamento de sinal.

Atualmente, estima-se que cerca de 53 milhões de brasileiros assistam legalmente aos canais de TV por assinatura. O Brasil chegou ao fim de 2012 com 16,2 milhões de domicílios com esse serviço. Durante todo o ano de 2012, foram registradas 3,4 milhões de novas assinaturas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário