sábado, 31 de agosto de 2013

Operadoras enviam explicações sobre médias baixas em medição da banda larga

O que você achou? 
As teles Oi, TIM e Telefônica|Vivo afirmaram ter enfrentado problemas pontuais em quesitos avaliados pela Anatel em alguns estados, na medição divulgada nesta sexta-feira (30), dos serviços de banda larga fixa e móvel. Segundo o órgão regulador, a Oi apresentou problemas em algumas medições de latência e perda em pacotes de telefonia fixa, enquanto Vivo e TIM tiveram metas inferiores de taxas de transmissão instantânea em alguns estados.

Em nota, a Oi informou que vem registrando avanços importantes nos indicadores de qualidade estabelecidos pela Anatel, "que têm se apresentado dentro das metas fixadas pelo órgão regulador". Sobre o resultado da medição divulgada nesta sexta, a empresa ressalta que atingiu os seis indicadores de banda larga fixa em quatro estados, com exceção de três casos "pontuais", que já foram mapeados e estão sendo "cuidadosamente" analisados e tratados pela companhia. Nos serviços móveis, a empresa atingiu as metas.

A Telefônica|Vivo afirmou, em relação aos resultados abaixo da média da transmissão instantânea de banda larga móvel em São Paulo e no Rio de Janeiro, que isso ocorreu por "problemas sistêmicos", limitando o número de medições, "o que reduziu a validade estatística dos dados coletados". "Já foram adotadas medidas corretivas para que os números de agosto reflitam com maior precisão o desempenho da rede da companhia", informou a empresa, em nota.

A TIM afirmou, em comunicado, que está avaliando os resultados da medição para banda larga móvel. A operadora ressalta que, segundo a medição, atingiu a meta da taxa de transmissão média em todos os estados. Já em relação à taxa de transmissão instantânea, onde ficou fora da meta em São Paulo, esclarece que "está investindo constantemente com foco na ampliação e otimização da sua rede", especialmente em infraestrutura no estado paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário