quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Net aumenta velocidades de seus pacotes de banda larga

O que você achou? 
A Net Serviços aproveitou a ABTA 2013, que acontece até hoje (08) em São Paulo, para divulgar que aumentará as velocidades de seus planos de banda larga a partir de setembro. "Estamos triplicando as velocidades de 10 Mbps para 30 Mbps e de 20 Mbps para 60 Mbps", comemora o presidente da Net, José Félix.

A operadora manterá em seu portfólio a velocidade de 1 Mbps de Internet popular a R$ 39,90 (R$ 29,90 nos Estados com isenção do ICMS) e a velocidade de 10 Mbps a R$ 59,90, no combo com um pacote de TV.

A velocidade de 20 Mbps (até então comercializada a R$ 99,90 no combo) deixa de existir e dará lugar às ofertas de 30 Mbps a R$ 89,90 e de 60 Mbps a R$ 119,90. O pacote de 100 Mbps (que custa R$ 299,90) dará lugar ao de 120 Mbps, que sairá por R$ 319,90. As velocidades de upload também serão aumentadas.

O diretor de produtos e serviços da Net, Márcio Carvalho, explica, contudo, que o upgrade das velocidades só começará a ser oferecido a partir de setembro. "Ainda estamos preparando o backbone com a Embratel para aumentar as velocidades e fazer essa transição com segurança", justifica Carvalho. "Todas as cidades terão o upgrade, mas faremos isso escalonado, começando pelas cidades maiores, até porque essas cidades têm uma infraestrutura mais robusta", acrescenta Felix.

A Net aproveitou também a ABTA 2013 para fazer uma demonstração dos testes que vem conduzindo com a fabricante de chipsets para modems Broadcom e que conseguem atingir velocidades de 2 Gbps em sua rede híbrida de fibra e cabo coaxial (HFC) na plataforma DOCSIS 3.0. O chipset da Broadcom consegue aumentar o número de canais de transmissão de dados de 8 para 32 canais de 6 MHz. Além disso, com o novo chipset, o modem poderia transmitir até 60 Mbps por canal, contra 40 Mbps na tecnologia atual. "Claro que os modems de 32 canais serão mais caros do que os de 8 canais que temos hoje, mas eles poderão ter o dobro da transmissão por canal e, quando o assinante estiver disposto a pagar por essa velocidade, lançaremos", diz Carvalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário