domingo, 28 de julho de 2013

Sercomtel receberá aporte de 7 milhões de reais

O que você achou? 


A empresa de telefonia de Londrina, Sercomtel, deve receber até setembro deste ano, um aporte de R$ 7 milhões frente aos R$ 30 milhões solicitados às sócias da empresa, Prefeitura de Londrina e Copel.

A informação é do prefeito Alexandre Kireeff, em entrevista à Rádio Paiquerê AM. Do total de auxílio à Sercomtel, o município vai entrar com R$ 3,850 milhões. Os demais 45% serão repassados pela Companhia Paranaense de Energia.

"Os outros R$ 23 milhões cabe a Sercomtel, através de seus esforços administrativos, tentar superar", comentou o prefeito.

Segundo a assessoria de imprensa da administração, o prefeito encomendou às secretarias de Fazenda, Planejamento, Gestão e Governo um estudo com diferentes opções de aporte. As sugestões deverão ser apresentadas até a próxima sexta-feira (02/08).

Kireeff pediu que os secretários analisem três situações distintas: na primeira, seria 100% em recursos financeiros; na segunda, em bens imóveis; e na terceira, um misto entre as duas anteriores.

O projeto de lei para o aporte deve ser encaminhado para aprovação da Câmara de Londrina no início de agosto. Ele deverá contemplar a melhor sugestão apresentada pelas secretarias.

A prestadora busca com a medida cobrir despesas com o processo de reestruturação da empresa. O plano estabelecido pela diretoria executiva da Sercomtel se iniciou com a liquidação das operações deficitárias das empresas de TV a cabo Adatel em Osasco (SP) e São José (SC) e a abertura de um programa de desligamento voluntário dos colaboradores da própria empresa.

O processo de reestruturaçãoda Sercomtel tem como objetivo o equilíbrio econômico das operações da empresa em julho de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário