sábado, 8 de junho de 2013

TV paga no Brasil não tem vaga para novos canais até 2015

O que você achou? 
Os ingressos estão esgotados em quase todas as áreas da festa, ou pelo menos nas principais: o espaço para novos canais nas maiores operadoras de TV paga do País está novamente em seu limite, como ocorria antes da chegada do sistema digital, capaz de abrigar maior número de sintonias num espectro menor. Além da Sky, que já havia informado à imprensa que seu satélite chegou no limite há algum tempo, a Claro TV também acabou de informar que apenas pouquíssimos canais novos cabem em seu line-up e a empresa passará agora a economizar bem este espaço que resta.

Assim será até 2015, quando novas perspectivas se abrem para ampliar a parte que cabe a cada um nesse latifúndio. Na Sky, segunda operadora aqui, qualquer adesão a novo canal já implica na saída de outro. Para conseguir lançar um canal Fox Sports 2, a Fox já prepara a fusão de dois outros canais do grupo: Bem Simples e Fox Life.

O canal +Globosat ganhará novo nome e foco mais definido em 2014. Criado para abrigar as produções em HD dos canais Globosat, tendo sido inclusive o primeiro canal em alta definição do País, ele se multiplicou no SD e ainda funciona como curinga da programadora, mas a ideia é dar a ele uma cara mais segmentada e uma marca com batismo próprio.

Diante das dificuldades que as suas concorrentes estão enfrentando com questões de satélite, a Oi TV foi mais esperta e divulgou um comunicado no inicio da semana em que informa que vai comprou um grande espaço em um novo satélite, e que seus clientes não precisam ficar frustados, pois os novos canais serão sempre adicionados rapidamente pela operadora.