quarta-feira, 26 de junho de 2013

Telefónica vende sua operação na Irlanda

O que você achou? 
Em semanas de compras e vendas no setor das telecomunicações, a Telefónica (que utiliza a marca Vivo aqui no Brasil) protagoniza mais um negócio, com a venda da filial irlandesa à Hutchison Whampoa.

O negócio vai render um valor máximo de 850 milhões de euros. Num primeiro momento o conglomerado de Hong Kong pagará à Telefónica 780 milhões de euros. Mais tarde a empresa receberá mais 70 milhões de euros, caso sejam atingidos os objetivos financeiros definidos para a operação. 

A O2 Irlanda é a segunda maior operadora móvel daquele país, com um a quota de 27%. A posição da Telefónica na operação estava à venda há cerca de um mês, a compra pela Hutchison Whampoa concentra operações no mercado irlandês, onde o conglomerado já detém a Tree

O encaixe financeiro do negócio servirá para melhorar a liquidez da operadora e ajuda a reduzir a dívida, um objetivo definido pela administração. No ano passado a Telefónica conseguiu reduzir a dívida em cinco mil milhões de euros, para 51,2 mil milhões de euros. Este ano quer continuar o percurso. 

Ainda nesta semana foi anunciado outro negócio de peso no mercado europeu de telecomunicações, com a Vodafone comprando a alemã Kabel por 7,7 mil milhões de euros. Na próxima postagem daremos maiores informações sobre o caso.

Na semana passada a Portugal Telecom também protagonizou outro negócio. Neste caso o acordo ultrapassou as fronteiras europeias, mas tal como na Telefónica, terá um impacto importante na redução de dívida da empresa. A operadora portuguesa vendeu a posição detida na CTM de Macau, um negócio que vai render 330 milhões de euros (leia mais aqui).

Também na semana passada, a Alcatel-Lucent revelou que vai vender ativos e focar-se nas atividades core. Só ainda não se sabe que negócios o grupo euro-americano vai alienar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário