sábado, 1 de junho de 2013

Prejuízo com furto de cabos telefônicos da Sercomtel chega a R$ 138 mil

O que você achou? 


O prejuízo com o furto de cabos eletrônicos da Sercomtel, em Londrina, chega a R$ 138.271,58. O número dos cinco primeiros meses de 2013 já supera o computado no ano passado, de aproximadamente R$ 131 mil. O último caso foi registrado na quinta-feira (30), durante o feriado de Corpus Christi, no Partrimônio Regina, na zona sul.

De acordo com o gerente de implantação e manutenção da Sercomtel, Luis Carlos Bianco, pelo menos 200 clientes foram afetados. Ele lembrou que além dos moradores também são prejudicados os postos de saúde, unidades de polícia, o comércio e também outros estabelecimentos que precisam do serviço de voz e internet.

Somente em 2013 foram 33 casos de furto de cabeamento, que totalizam 6.221 metros levados pelos ladrões, que buscam principalmente a extração do cobre, principal metal contido dos cabos telefônicos.

O principal alvo dos bandidos tem sido a Avenida Angelina Ricci Vezozzo, no Jardim Farid Libps, que somou dez furtos de cabos telefônicos. Ao todo, foram gastos R$ 51.804,64 com a recuperação dos 2.237 metros levados e a mão de obra para o serviço.

Apenas neste local, foram 21 ocorrências em 2013. Os furtos causaram prejuízo à Sercomtel na ordem de R$ 83,6 mil. "O trabalho não vence. Trabalhamos na questão de recuperação de dia e à noite eles (ladrões) vêm e roubam. O cliente é o maior prejudicado", destacou.

Para conter a ação, a Sercomtel busca apoio das forças policiais. No âmbito tecnológico, prevê o cabiamento subterrâneo e a troca do sistema metálico por fibra ótica, o que já ocorre em algumas áreas da cidade. "Nós estudamos também a mudança de rota dos cabos", salientou.