segunda-feira, 3 de junho de 2013

Operadoras oferecem mais promoções para novos usuários do que para os antigos

O que você achou? 


Ser cliente fiel de uma empresa, muitas vezes, não é um bom negócio para o consumidor. Enquanto o novo cliente é paparicado com descontos e prêmios, em especial, por empresas de telefonia, TV à cabo e internet, aquele que permanece por anos no cadastro das prestadoras de serviços continua pagando preços normais. Diante do descaso, a relação entre cliente antigo e as empresas bem que poderia ser resumida na frase: até que uma promoção do concorrente os separe.

A gerente de uma cafeteria, Adriana Esteves, é uma dessas consumidoras que acha que o tratamento do cliente antigo poderia ser melhor. Há dois meses, ela trocou a TIM pela Claro por causa dos benefícios oferecidos. “Fui cliente da TIM por mais de dez anos, foi a empresa do meu primeiro celular. Só que a Claro me fez uma proposta. Entrei em contato com a operadora para ver se ela cobria a oferta da concorrente, mas ela não se interessou”, conta.

Com uma proposta melhor aliada ao fato de ter muitos amigos com telefone da Claro, ela optou por trocar de operadora. O mesmo aconteceu com o serviço de TV à cabo, que era da CTBC e foi trocada pela Net, que ofereceu desconto por três meses.

Para atrair o consumidor empresas oferecem descontos que variam de acordo com os pacotes escolhidos. Para um serviço de TV a cabo, o desconto chega a 37,5% em relação ao preço normal durante o período de três meses. Há operadoras de celular que oferecem planos com aparelhos de graça para novos clientes ou modelos sofisticados por preços bem em conta, com smartphone por R$ 100.

Assim como Adriana, o engenheiro Ricardo Ribeiro de Castro trocou de empresa, no caso a Oi pela Net. Ele afirma que mudaria de empresa se tiver uma proposta vantajosa. “Quero preço e qualidade. Não adianta só ter serviço com valor baixo e fraco”, diz.

Para ele, as empresas não se preocupam com o pós-venda. “Já sou cliente da empresa há anos e não tenho nenhuma vantagem. Isso é só para os novatos. As empresas deveriam valorizar os clientes antigos”, reclama.