sábado, 8 de junho de 2013

Brasil segue líder no faturamento global da Telefónica

O que você achou? 
O presidente da Telefónica Latinoamérica, Santiago Valbuena, disse que o Brasil deve seguir liderando o faturamento global da operadora de telefonia. "Esse crescimento não é apenas uma questão de mérito, mas de tendência", afirmou, após participar de entrevista a jornalistas durante o evento Financial Times-Telefónica Millennials.

Segundo ele, a tendência do Brasil liderar a receita das operações da empresa no mundo acontece pelo fato do mercado local apresentar crescimento quando comparado a outros países e de a Espanha estar em recessão. Até o ano passado a matriz liderava o faturamento da companhia. No primeiro trimestre, o faturamento da Telefónica no Brasil somou 3,263 bilhões de euros, representando 23,07% da receita global, enquanto os resultados da Espanha atingiram 3,260 bilhões de euros, uma representatividade de 23,05%, de acordo com o último balanço divulgado pela companhia.

O crescimento do mercado brasileiro levou a empresa a transferir a sede das operações da região da América Latina para o Brasil. Segundo Valbuena, uma equipe de 200 pessoas vai comandar as operações a partir de São Paulo. "Já está tudo transferido", disse. No total, cerca de 80 pessoas foram transferidas de Madrid para São Paulo neste processo. Sobre o IPO das operações da America Latina ou listagem dos ativos da região sobre a filial brasileira, que chegou a ser analisado pela empresa no ano passado, ele evitou fazer comentários.

A Telefônica atua no Brasil por meio da marca Vivo.