quarta-feira, 1 de maio de 2013

Torres da TIM são estratégicas e não estão à venda

O que você achou? 
Não está nos planos da TIM vender suas torres, afirmou o novo presidente da operadora, Rodrigo Abreu. "Analisamos os ativos em relação a seu valor financeiro e também estratégico. E entendemos que a grande maioria dos nossos ativos são estratégicos, em particular as torres. Não existe necessidade de caixa para vender esses ativos", explicou o executivo, durante teleconferência com analistas de mercado. Ele entende que as torres são essenciais para a evolução do negócio da empresa e lembrou dos custos que podem advir da venda desses ativos no longo prazo.

Outras operadoras têm seguido caminhos diferentes. A Oi, por exemplo, acertou a venda dos direitos de uso de 4 mil torres de telefonia fixa, o que vai lhe gerar R$ 1 bilhão em caixa. Sobre a questão financeira, o presidente da TIM esclareceu: "temos posição financeira bem distinta da média do mercado, o que nos dá mais flexibilidade para decidirmos sobre isso".