terça-feira, 7 de maio de 2013

TIM quer mais prazo para apresentar plano de banda larga ao governo

O que você achou? 
A TIM tem planos de investir cerca de R$ 2 bilhões em banda larga a partir do Regime Especial de Tributação de Banda Larga (REPNBL-Redes), do Ministério das Comunicações, afirmou há pouco o presidente da operadora, Rodrigo Abreu, durante evento do setor de telecomunicações em São Paulo. O plano prevê a desoneração de 13 tipos de rede e seus respectivos percentuais a serem cumpridos em produção e tecnologia nacional.

O prazo inicial para as operadoras enviarem seus planos ao governo é 30 de junho. Mas Abreu gostaria que esse prazo fosse flexibilizado, para dois ou três meses mais. “O ponto absolutamente positivo do REPNBL é que ele é muito abrangente. Mas, por outro lado, isso leva tempo, porque você olha para várias áreas da empresa”, afirmou. “Gostaríamos de ter dois a três meses de extensão do prazo dada a magnitude do projeto. Estamos falando em projetos grandes, da ordem de R$ 2 bilhões”, disse. 

Segundo Abreu, a operadora não quer apresentar um projeto REPNBL só para cumprir com o prazo e “deixar de ter o benefício mais apropriado para o setor”, afirmou.