quarta-feira, 29 de maio de 2013

Terceirizados da Oi decidem dar fim à greve no RS

O que você achou? 
Com a participação de mais de 500 funcionários, a maioria das assembleias dos terceirizados da Oi aprovou, em diversas cidades gaúchas, a proposta feita pela RM Telecom e decidiu dar fim à greve, que se estendia há 22 dias. A votação ainda precisa ser realizada nas cidades de Ijuí e Santo Ângelo, mas o resultado não muda mais, segundo o vice-presidente do Sindicato dos Telefônicos do Rio Grande do Sul (Sinttel), Flávio Rodrigues. Até agora, o fim do movimento foi aprovado por 310 votos a favor e 236 contra. 

Conforme Rodrigues, a votação foi acirrada e dividiu os trabalhadores. A proposta, apresentada pela empresa na sexta-feira, envolve 7,22% de reajuste, dois tíckets de R$ 16,08 de abril a setembro e três de outubro a março de 2014, além do abono de R$ 300, em vez do Programa de Participação de Resultados (PPR). Em relação à proposta anterior, a oferta mudou pouco, mas ainda assim, foi aprovada. 

A paralisação afetou a realização de cerca de 20 mil reparos de clientes da Oi, relativos a linhas telefônicas, Internet ADSL e serviço de dados, além da instalação de linhas novas. A última paralisação dos funcionários da RM, ocorrida em 2011, durou 21 dias.