quarta-feira, 1 de maio de 2013

Rezende não concorda com a Oi em disponibilizar 4G em Maio

O que você achou? 


A Anatel não tem a menor dúvida de que as operadoras têm obrigação de entregar oferta comercial de 4G nas seis cidades-sede da Copa das Confederações até dia 30. Com a frase, o presidente da Anatel João Rezende deixou claro que a Oi poderá sofrer sanções se não lançar comercialmente os serviços hoje. A Oi, por sua vez, alega que foi mal interpretada em sua coletiva de imprensa. "O serviço está disponível em todas as cidades, a rede está pronta e os planos 4G já foram ofertados na mídia local. Só por uma estratégia de negócios, vamos anunciar cada promoção com formatos próprios", afirmou assessoria da Oi.

É que a Oi lançou o 4G apenas na cidade do Rio de Janeiro, e informou que o Recife ficaria sob responsabilidade de instalação da TIM, e informou que as quatro restantes capitais (sedes da copa das confederações) só terão o 4G em Maio, sendo que o prazo seria para todas as cidades-sede tenham a cobertura até o dia 30 de Abril conforme o regulamento da Anatel.

No lançamento da rede 4G da Oi, na semana passada, James Meaney, diretor-executivo da operadora, evitou maiores questionamentos sobre o atraso na entrega da rede da 4G em todas as cidades-sede afirmando que, para ele, a obrigação das operadoras era entregar oferta comercial até o dia das mães. 

Rezende afirmou, em encontro com a imprensa durante o lançamento da rede 4G da Vivo, que a agência reguladora começou a fiscalização desde ontem (30). "Vamos acompanhar todas as obrigações do edital e tomar as medidas cabíveis caso não exista oferta comercial", declarou.