sábado, 18 de maio de 2013

Operadoras ficam abaixo das metas da Anatel para banda larga móvel

O que você achou? 
A Anatel divulgou os resultados da segunda avaliação trimestral do Plano Nacional de Ação de Melhoria da Prestação do Serviço Móvel Pessoal (SMP), referentes ao período de novembro de 2012 a janeiro de 2013. 

Identificou-se diminuição no número de reclamações sobre falhas de rede no call center da Agência. Em relação ao desempenho de rede, na média nacional, as empresas ficaram próximas às metas estipuladas pela Anatel quanto a queda de chamadas, a queda de conexões e a acesso à rede de voz. Em alguns municípios, porém, esses indicadores requerem mais atenção porque apresentaram desvios em relação à meta. 

O relatório aponta que o acesso à rede de dados continua sendo o maior desafio das empresas, pois está 3% abaixo da meta estabelecida pela Agência. 

Os dados relativos ao terceiro período avaliativo (fevereiro de 2013 a abril de 2013) estão sendo coletados pela fiscalização da Agência e serão divulgados após consolidação pela Superintendência de Controle de Obrigações da Anatel. 

Entre 23 de julho e 2 de agosto de 2012, as prestadoras de telefonia móvel que apresentaram o pior desempenho por Unidade da Federação, segundo avaliação da Anatel, foram proibidas de comercializar e habilitar o serviço para novos usuários. 

As prestadoras se comprometeram a realizar investimentos na melhoria da prestação do SMP nos próximos dois anos. 

Os planos apresentados pelas autorizadas abrangem todos os Estados e o Distrito Federal e contemplam investimentos para a melhoria das redes, para o atendimento ao usuário e para a diminuição de interrupções do serviço.

As prestadoras apresentaram propostas de melhorias com detalhamento por Unidade da Federação, com medidas para garantir a qualidade do serviço e das redes de telecomunicações.

Os investimentos no serviço previstos para o triênio 2012-2014 totalizam aproximadamente R$ 30 bilhões.