terça-feira, 14 de maio de 2013

Internet brasileira é a 2ª mais cara entre 15 países

O que você achou? 
O Brasil tem a segunda internet mais cara do mundo, de acordo com levantamento da FGV feito em 15 países. O estudo relaciona o preço médio da banda larga com a renda per capita da população.

A pesquisa mostra que o brasileiro precisa trabalhar 5,01 horas mensais para pagar conexão à rede de 1 Mbps. À frente de nós está apenas a Argentina, onde os internautas pagam, em média, 5,15 horas. O último colocado do ranking é o Japão, em que é preciso trabalhar 0,015 hora para navegar.

Os cálculos foram realizados com base no relatório The State of the Internet (da consultoria Akamai) e do Internet World Stats Broadband Penetration (do Internet World Stats), com informações combinadas aos indicadores econômicos fornecidos pelo Banco Mundial.

A pesquisa indica que o preço médio do acesso a uma velocidade de 1 Mbps no Brasil é de US$ 25,06, cerca de R$ 50. Um dos responsáveis pelo levantamento, o economista Samy Dana relaciona o alto custo às cargas tributárias no país, já que 40% do volume pago no setor correspondem a impostos. Enquanto isso, no Japão, a taxa é de apenas 5%.

"De um lado, existe um governo que tributa muito. Por outro lado, o setor tem poucas empresas, o que faz com que a concorrência seja pequena para a dimensão que o país tem. Um setor de pouca competição e com regulação ineficiente deixa o consumidor refém do preço. O resultado é um serviço ruim e caro, que acaba sendo um entrave para o desenvolvimento do país", diz o economista.