sexta-feira, 10 de maio de 2013

GVT apresenta plano de expansão

O que você achou? 
A operadora de telefonia GVT apresentou ontem, os planos de expansão da sua Central de Atendimento em Fortaleza. O polo, que opera desde agosto de 2012 na capital cearense, atuará oficialmente como a primeira unidade do Nordeste. O investimento total no empreendimento será de R$ 12 milhões. De acordo com a empresa, a perspectiva é de que os atuais 1.000 postos de trabalhos gerados dobrem de valor até 2014.

De acordo com Leandro Noronha, gerente nacional do CRM da GVT, a escolha de Fortaleza para sediar o polo de atendimento do Nordeste passou por uma avaliação de alguns atributos da cidade como sua infraestrutura, qualificação da mão de obra além do próprio impulso de desenvolvimento por que passa a Região.

Noronha destacou ainda as taxas de rotatividade no setor de call center da cidade, cujo percentual no quadro da GVT, segundo ele, não ultrapassa a marca de 2% ao mês. “Se a gente considerar o ano e uma taxa de 2% ao mês temos 24% ao ano. De cada quatro colaboradores é como se eu trocasse um por ano”, compara.

As equipes de atendimento, também conhecidas como CRM, serão formadas por funcionários próprios da companhia. A ideia, segundo a operadora, é que as chamadas dos clientes sejam resolvidas logo no primeiro contato. Até 2014, o gerente nacional afirma que o crescimento da empresa estará voltado para Fortaleza.

“O objetivo nosso é aproveitar esse investimento e essa oportunidade em termos de qualidade na prestação dos serviços na cidade”. Conforme dados da empresa, são 83 bairros atendidos na capital.

Atualmente a GVT está presente em 144 cidades brasileiras e a meta para 2016 é atingir o número de 200 municípios.

Em agosto de 2012, no início das operações em Fortaleza, o Call Center da GVT contava com 202 atendentes. Em dezembro do mesmo ano o número passou para 385 e em abril de 2013 chegou à quantia de 1.000 funcionários.

O volume de chamadas atendidas, segundo a operadora em agosto de 2012 era de 5%. Em janeiro de 2013, com o incremento de quase 900 colaboradores em seu quadro, a empresa passou para 10%. Hoje, o volume de atendimento das chamadas chegou a 20%.

Ao todo, 1.447 cidades brasileiras contam com os serviços da GVT atualmente.