terça-feira, 7 de maio de 2013

Cerca de 900 trabalhadores de terceirizada da Oi entram em greve

O que você achou? 
Trabalhadores terceirizados que prestam serviço para a operadora Oi paralisam as atividades desde ontem (06).

Mais de 900 trabalhadores da RM, que atende a rede externa da operadora Oi, decidiram na sexta-feira (03) pela greve sem tempo determinado, sendo que outros 200 da Alcatel e EQS, que trabalham na rede interna, determinaram estado de greve, podendo paralisar as atividades ainda nesta semana.

A mobilização na RM começa às 6h da manhã de segunda-feira na Av. A.J.Renner, altura do número 600. A partir das 0h os trabalhadores fazem uma carreata até o Parque da Harmonia, no Centro Histórico, e às 13h, concentram-se em frente à Assembleia Legislativa.

De acordo com os funcionários, além da pauta de reivindicações, não atendida pela operadora, os trabalhadores exigem mais respeito tendo em vista que, segundo eles, em menos de um mês, dois trabalhadores foram agredidos por clientes por esperarem por mais de 10 dias que seus telefones fossem consertados.

A última greve dos trabalhadores da RM aconteceu em maio de 2011 e durou 21 dias.