sexta-feira, 19 de abril de 2013

Teles não devem ser penalizadas com suspensão de vendas neste ano

O que você achou? 
A Anatel não prevê para este ano penalidades que incluam a suspensão de vendas para operadoras de telefonia, informou o presidente da agência, João Rezende. Em até dois meses, o órgão pretende divulgar o novo relatório de acompanhamento das teles, que passará a analisar também a qualidade da banda larga.

Tanto as redes móveis quanto as fixas estão em testes desde 2012, quando as operadoras precisaram começar a atender as metas de qualidade fixadas pela Anatel, entre elas, a entrega da velocidade prometida ao usuário no contrato.

Até outubro deste ano, a velocidade mínima da conexão deverá ser superior a 20% do total contratado. Depois, as operadoras precisarão garantir pelo menos 30% da velocidade prometida no ato da venda, percentual que aumentará para 40% a partir de outubro de 2014.

"Estamos acompanhando esses indicadores e vamos punir quem não atingir a meta. Mas não há nenhuma previsão de suspensão de vendas para este ano", disse Rezende. No ano passado, todas as quatro maiores operadoras do país (Vivo, TIM, Claro e Oi) tiveram a venda de novas linhas suspensas. O presidente da Anatel também informou que a agência vai divulgar, em breve, uma pesquisa de satisfação feita com mais de 190 mil usuários em todo o Brasil.