quinta-feira, 18 de abril de 2013

Tecnologia 4G atende 36 bairros em Salvador

O que você achou? 
Carregar um vídeo no celular em cerca de cinco segundos e assistir até quatro deles pelo aparelho móvel, ao mesmo tempo, sem prejudicar a velocidade. Essas são duas das vantagens da tecnologia 4G Max, disponibilizada pela operadora Claro desde a terça-feira (16), em 36 bairros de Salvador.

A empresa lançou o serviço comercialmente nas cidades-sede da Copa das Confederações na terça-feira. Além da capital baiana, clientes de Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza e Belo Horizonte também já têm acesso à tecnologia.

Usuários do serviço em Campos do Jordão (SP), Búzios (RJ) e Paraty (RJ) já estão mais familiarizados com o 4G, pois foram cidades que serviram como "circuito de experiências", segundo explicou Altivo Oliveira, diretor de atendimento ao Cliente da Claro no Brasil, em coletiva realizada nesta quarta-feira (17), em Salvador. A Claro atende em 4G também as cidades de Recife, Curitiba, Porto Alegre há algum tempo.

"Essa tecnologia avança muito rápido. A gente fala de uma tecnologia que começou há pouco mais de 20 anos", afirmou Altivo Oliveira, referindo-se à evolução dos aparelhos e da tecnologia da telefonia móvel no Brasil.

De acordo com o diretor regional da empresa na Bahia e Sergipe, Dax Aniceto, a operadora passou dois anos nessas cidades testando os serviços da nova tecnologia. A Claro foi a primeira operadora a lançar o serviço no país. A companhia também foi pioneira no Brasil na tecnologia 3G, com o 3G Max.

Todas as empresas de telefonia móvel que atuam no Brasil devem disponibilizar a tecnologia até o dia 30 de abril deste ano nas cidades-sede da Copa das Confederações, em cumprimento à determinação da Anatel. As operadoras Oi, TIM e Vivo informaram que trabalham para iniciar a oferta do acesso 4G nas cidades-sede da Copa das Confederações até o prazo estabelecido pela Anatel (o fim deste mês de Abril).

O sistema 4G Max da Claro usa a frequência de 40Mhz, o dobro das demais disponíveis, e está habilitado em cinco aparelhos, das marcas Samsung, Motorola, Nokia e Sony, além de ter um modem com o serviço também. "Isso [o 4G] muda a experiência do cliente, do usuário do celular. É só o tempo do navegador carregar o vídeo", disse Max Aniceto sobreo acesso a vídeos pelo celular.

No entanto, quem usa aparelhos da Apple, como o Iphone 5, terá que esperar mais um pouco. De acordo com Dax Aniceto, o serviço 4G no Brasil não é compatível com o sistema disponível nos aparelhos da Apple. "A frequência usada pela Apple para o sistema 4G é diferente. Estamos em conversas, mas prefiro não dar uma data específica para o 4G Max estar disponível no Iphone", disse.


O diretor regional da Claro na Bahia e em Sergipe informou que a empresa pretende ampliar a mancha de cobertura em Salvador até maio. Atualmente, a distribuição foi feita em bairros diversos, como Bonfim, Mont Serrat, Baixa de Quintas, Alto das Pombas, Barbalho, Cabula VI, Trobogy, Graça, Pituba, Caminhos das Árvores e Barra, por exemplo. "A gente procurou fazer algo que atenda todos [clientes] porque senão não daria a mobilidade que o serviço requer", afirmou Dax Aniceto. Segundo ele, 50% da área urbana já é coberta pela tecnologia 4G. A expectativa é que essa cobertura chegue a 60% até maio de 2013. "Depois traçamos novos objetivos", completou.

O estádio baiano que vai receber os jogos da Copa das Confederações, em junho de 2013, e da Copa do Mundo, em 2014, a Arena Fonte Nova, passa por obras para adquirir a nova tecnologia da Claro. Segundo Dax Aniceto, as obras foram liberadas e iniciadas na semana passada. A expectativa é que o serviço seja concluído e esteja disponível aos usuários da Arena em maio. "O projeto está pronto, as obras já começaram, vamos fazer os ajustes de qualidade necessários e, com certeza, estaremos 'full' na Arena na Copa das Confedarações", afirmou o diretor regional da Claro na Bahia e em Sergipe.

A companhia anunciou que o investimento na instalação da rede nas cidades-sede da Copa das Confederações chegou a R$ 510 milhões. Até 2014, na Copa do Mundo, a expectativa da empresa é investir R$ 6,2 bilhões em sua tecnologa 4G para ampliar a cobertura.