sexta-feira, 19 de abril de 2013

Oi lidera queixas no Procon, mas busca soluções

O que você achou? 
A operadora de telefonia Oi conquistou, em 2012, uma marca que nenhuma empresa gostaria de ter: a de companhia com o maior número de reclamações na Capital cearense. A informação é do Procon Fortaleza, que divulgou ontem um levantamento com as 30 marcas que mais deram dor de cabeça ao consumidor no ano passado. Conforme tais informações, a Oi foi responsável por 186 das 2.534 reclamações que chegara à entidade.

"É a primeira vez que a Prefeitura de Fortaleza realizou esse procedimento, que passará a ser anual. É um indicador sério e preciso, pois leva em conta apenas as reclamações consideradas pertinentes", informa o coordenador geral do Procon Fortaleza, George Valentim.

Apesar de ter sido a empresa que mais recebeu reclamações no ano passado, a Oi também foi uma das companhias que mais atenderam às solicitações de seus clientes, já que o índice de solução foi de 91,9%. Em nota, a operadora de telefonia afirmou que "investiu R$ 6,6 bilhões em 2012, com foco na expansão da rede e na qualidade dos serviços prestados a seus clientes e que, para este ano, a companhia prevê mais R$ 6 bilhões de investimentos em todo o país". E assim como a telefonia móvel, o setor bancário e o comércio também registraram índices relevantes de problemas com os consumidores no ano passado, segundo o Procon.