quinta-feira, 18 de abril de 2013

Claro reduz velocidade para 128 kbps após consumo da franquia 4G

O que você achou? 
Com o anúncio da chegada do 4G nas sedes da Copa das Confederações, os usuários mais empolgados já pensam em uma possível migração para o novo padrão de internet móvel. No entanto, o aumento de velocidade pode esbarrar nas limitações dos pacotes.

Segundo a Claro, primeira operadora móvel a lançar comercialmente o 4G no país, os clientes precisam optar por pacotes superiores aos oferecidos no 3G para aproveitar a tecnologia.

O cálculo é simples: quanto maior a velocidade (e no caso do 4G esta velocidade por ser até 100 vezes maior que o 3G) maior o consumo da franquia de dados. No 4G, os pacotes preveem franquias de dados de 5GB no máximo nos smartphones, e 5GB ou 10GB nos modems. “Recomendamos que os clientes contratem pacotes superiores a 5GB, porque vai consumir mais pela própria velocidade”, afirmou o presidente da empresa, Carlos Zenteno.

O presidente da Claro reconheceu que para os usuários mais empolgados, as franquias de 5 GB podem ser pouco. No caso de streaming de vídeos em alta resolução, que é o caso de serviços como o Netflix, o pacote de dados pode ser esgotado após a exibição de cinco ou seis filmes. Depois disso, mesmo nos planos ilimitados, a velocidade é reduzida para o mínimo de 128 kbps, formato semelhante ao que é empregado no 3G.

Nas cidades onde o serviço foi lançado há mais tempo, como Recife, onde existe ofertas desde fevereiro, um aparelho na casa dos R$ 1,5 mil sai sem custos para os clientes que assinarem pacotes de dados mais turbinados, próximos dos R$ 400 por mês.

Atualmente, a Claro já conta com operações 4G nas seis sedes da Copa das Confederações (Rio de Janeiro, Brasília, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte e Salvador) assim como em Porto Alegre, Búzios, Campos do Jordão e Paraty.

Atualmente, segundo números divulgados pela Claro, cerca de 14,5 mil linhas 4G foram ativadas pela companhia em março. Mas, surge a pergunta: Será que vale a pena comprar um plano 4G agora com essa velocidade pós franquia? Não esqueça de dar a sua opinião nos comentários.

No caso das operadoras concorrentes, que também adquiriram lotes no leilão do 4G realizado pela Anatel em junho do ano passado, ainda não se sabe muito sobre o serviço ou os pacotes oferecidos.

A Vivo divulgou que fará o anúncio oficial do lançamento de seu serviço 4G no país no dia 30 de abril.

A Oi informou que anunciará “na semana que vem” sua estratégia para 4G, com o lançamento previsto para o Dia das Mães. De acordo com a operadora, as antenas necessárias para a cobertura inicial exigida pelo edital do 4G estão em fase final de instalação pela Oi nas seis cidades-sede da Copa das Confederações.

Já a TIM, que também adquiriu bandas 4G no leilão promovido pela Anatel em junho do ano passado, como sempre, ainda não anunciou nada sobre suas datas para o lançamento da nova tecnologia, apenas um acordo de compartilhamento de infra-estrutura com Oi.