quinta-feira, 14 de março de 2013

TIM é processada após problemas com plano Beta

O que você achou? 


O técnico em transporte Guilherme Gonçalves Rodrigues, de 23 anos, está processando a operadora TIM, em Belo Horizonte (MG), por problemas com a promoção TIM Beta. A primeira audiência será realizada em 10 de abril, no Juizado Especial Cível da capital mineira, especializado na área de telefonia. O leitor detalhou o caso por e-mail.

Rodrigues está processando a operadora por desrespeito às leis de atendimento ao consumidor, inclusão de cláusulas abusivas na promoção TIM Beta, problemas nos créditos de pontuação da promoção, na entrega de chips a clientes cadastrados e danos morais.

Conforme relata o leitor do #Minha Operadora, no final de 2012, a operadora deixou de creditar pontos em sua conta e o consumidor perdeu o status de ‘Beta Lab’, usuário que tem 50% de desconto nos serviços de voz, dados e SMS ao fazer 4 mil pontos em 90 dias e pode convidar outros consumidores a receberem chips da promoção.

“Além de não ser computada a pontuação, em 31 de janeiro deste ano, a empresa retirou do regulamento uma cláusula que definia que os clientes Beta Lab até setembro de 2012 teriam o benefício mantido até 31 de março”, observa o consumidor.

Uma das principais reclamações do consumidor envolve alterações no regulamento da promoção. “Ao longo do tempo foram incluindo regras como perder o número do celular em caso de troca de chip (que só pode ser feita por entrega e não em lojas) e restrição de envio de chips a um mesmo endereço, sendo que até 2011 era possível receber vários chips no mesmo endereço”, observa Rodrigues.

Rodrigues também enfrentou um problema no chip da operadora e aguarda o envio de um novo chip, que está atrasado em relação aos dez dias úteis prometidos pelo atendimento da empresa. “Estou sem poder utilizar os benefícios da promoção TIM BETA desde o dia 11/02/2013 e com isso, como dependo da internet no celular, já fui onerado em R$ 26 na Vivo para utilizar a internet no celular”, afirma o consumidor, que gasta R$ 12 mensais, em média, com o uso do TIM Beta.

Desde 2011, quando começou a enfrentar problemas com a promoção, Rodrigues registrou cerca de 20 reclamações junto à Anatel, incluindo problemas de atendimento referentes à lei do SAC e de amigos que foram cadastrados na promoção e não receberam o chip. O consumidor reuniu um dossiê de 110 páginas com trocas de informações com a operadora e a Anatel.

“TIM Beta é uma promoção fantástica, porém pessimamente gerenciada. A esperança minha e de todos que participam desta promoção é que a empresa resolva o problema porque a equipe TIM beta está depondo contra a própria empresa gerando marketing negativo”, conclui o consumidor.

A operadora respondeu que realizou todas as ações necessárias para atender à demanda do cliente e vem tentando (periodicamente) contato telefônico para prestar os esclarecimentos devidos, sem sucesso. “Como o usuário informa que recorreu à Justiça, a empresa se reserva o direito de manifestar-se apenas em juízo”, declarou a empresa, em comunicado.

Procurada pelo portal, a Anatel não se manifestou a respeito do caso até a publicação desta postagem.