Plantão

Loading...

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Telefônica/Vivo Empresas buscam parceiros de aplicativos

O que você achou? 

A Telefônica Negócios e a Vivo Empresas iniciam o cadastramento de parceiros de aplicativos focados em pequenas e médias empresas. A iniciativa visa ampliar a oferta de aplicativos na loja virtual de produtos e serviços especializada no segmento, que deverá ser lançada no primeiro semestre de 2012. A Telefônica|Vivo é a primeira operadora a apostar em uma plataforma de comércio eletrônico que fornecerá ferramentas para facilitar o dia-a-dia do pequeno e médio empreendedor.

Especializada no atendimento deste segmento, a Telefônica Negócios – em conjunto com a Vivo Empresas – desenvolveu uma infraestrutura baseada em  ‘cloud computing’ para disponibilizar os softwares no modelo SaaS (software como serviço, na tradução para o português). A NEC, provedora de soluções convergentes de redes de comunicação e tecnologia da informação, é um parceiro global para implementar esse modelo de serviços, já existente na Espanha e na Argentina e que também deverá ser adotado pelos demais países da América Latina nos quais a Telefônica está presente.
A loja de produtos e serviços deverá oferecer uma ampla gama de ferramentas para a automação de escritório, como softwares de gestão de projetos, gestão de estoques, soluções de segurança, como firewalls e antivírus, entre outros.
Segundo Fabrício Bindi, diretor de Produtos da Telefônica Negócios e Vivo Empresas, o objetivo não é comprar o software dos parceiros, mas oferecer a força da marca Telefônica|Vivo e a expertise da unidade de PMEs para ajudar a empresa a viabilizar a comercialização de seu produto a uma massa expressiva de clientes.
No modelo de negócios previsto para a loja de serviços da Telefônica Negócios e Vivo Empresas, a empresa irá pagar ao parceiro um percentual sobre as vendas. Os clientes terão acesso a uma gama expressiva de ferramentas, que poderão ser acessadas de qualquer lugar que tenha acesso a internet, a preços competitivos que serão pagos com frequência pré-determinada no modelo de aluguel, o que é conhecido pela indústria de TI por SaaS (software como serviço).

Nenhum comentário:

Postar um comentário